Caldinho de Feijão à Brasileira

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de feijão jalo ou preto.

  • 4 xícaras de chá de água.

  • 1/2 cebola finamente picada

  • 3 dentes de alho amassados

  • Sal a gosto

  • Óleo de girassol, para refogar.

Modo de preparo

1 - De véspera deixe o feijão de molho, na água já medida.
Essa água contém muitos nutriente do feijão, e deve ser aproveitada para o cozimento.
2 - Cozinhe o feijão, na água em que ficou de molho, até começar a desmanchar.
Na panela de pressão demora de 15 a 20 minutos.
3 - Amasse o feijão com o amassador de legumes, ou passe rapidamente no processador.
4 - Refogue a cebola e o alho, até ficarem transparente.
5 - Acrescente o sal, e refogue o feijão amassado até engrossar e ficar com a consistência de purê.

Rendimento: 4 porções.

DICA: O feijão carioquinha, já foi testado, e não dá bom purê.
Não use louro, que vai encobrir o charmoso sabor do prato

Uso: como acompanhamento, no lugar do feijão, e como papinha de bebé.
Embora a receita seja a mesma do feijão comum, o sabor é diferente, pois o feijão é mais apurado no fogo, depois de cozido, e como é pastoso, muda a textura e o sabor fica celestial.
Se for feito para muitas pessoas, torna-se trabalhoso, mas vale a pena o sacrifício.
A receita pode ser aumentada, quando ganha muito em sabor.
Já fiz essa receita para 40 pessoas, e deu certo.
- 2 canecas de pirão de feijão (veja Pirão de Feijão Fantástico no site) - 1 caneca de água.
Tudo fervente, ou tudo frio.
Ferva novamente, para misturar bem.
Acerte o sal, se necessário.
Para servir, coloque 2/3 do caldinho na caneca e complete > com pinga ou água fervente.
Conforme seu público pode colocar uma pimenta dedo de moça, bem pícadinha.
Como acompanhamento sirva torresmos ou linguiça frita.
Esta receita era muito popular em Salvador há cerca de 20 anos.
O pessoal tomava o caldinho fervente, com todo o calor da Bahia. Geralmente o buteco tinha três receitas de caldinho, o de feijão, o de sururu e o de mocotó.
O caldinho é servido em canecas de cerâmica, com alça e dá 4 porções.


fonte:
António Barbosa Pinto da Cunha - Brasil

0 comentários: